Quatro passos para economizar na sua obra


Existem diversos etapas que são intervenientes do processo de construção. Devido a esta variedade de fatores, o controle pode se tornar complicado se não houver entendimento e atenção sobre todas etapas da construção.

Esses são requisitos mínimos para que se consiga alguma intervenção eficiente voltada para o sucesso de sua obra. A seguir vamos apresentar os quatro passos importantes para se obter economia em sua construção.

1. DEFINIÇÃO DE TODOS DETALHES DE SUA OBRA

Se tratando de construção civil, antes de se preocupar com economia é de grande importância saber qual o padrão e os principais elementos que irão constar em sua obra. Os principais itens a serem definidos são: a quantidade de ambientes necessários para seu empreendimento; tipo de obra (residencial ou comercial); obra térrea ou de múltiplos pavimentos; e local de construção.

A partir dessas características preliminares é possível obter informações valiosas que darão o direcionamento do projeto de construção, assim sendo possível a formatação de um orçamento básico para alinhar com a perspectiva do proprietário. Quanto mais informações, mais fidedigno serão as definições necessárias para os projetos do item subsequente.

2. PROJETOS DEFINITIVOS

Na concepção dos projetos, lançando se mão das definições preliminares, o projetista precisará conciliar as informações fornecidas pelo proprietário da obra e os parâmetros técnicos necessários para elaboração dos projetos.

Todos os projetos, arquitetônico, estrutural, fundação, elétrico, hidrossanitário, incêndio, refrigeração, CFTV (segurança/ câmeras) e entre outros. Precisam possuir o máximo de detalhamento, visto que o proprietário deve se inteirar sobre todos os elementos relacionados aos projetos, para que não falte nenhum item, pois o momento de adequar ou modificar é durante a fase de projetos e não durante a execução da obra.

3. ORÇAMENTO DETALHADO COM LEVANTAMENTO DE TODO QUANTITATIVO

Com os projetos definitivos e os quantitativos levantados, é possível realizar o orçamento de todos itens relacionados à execução da obra, desde a movimentação de terra, fundação, estrutura até os acabamentos. A partir deste momento é possível realizar o orçamento detalhado com o custo unitário de cada insumo.

Nesta etapa não precisa se preocupar em possuir economia ou melhor preço sobre TODOS os itens. Claro que não se pode pegar valores exorbitantes, mas o momento de cotação e barganha deve ocorrer com o próximo passo.

4. FOCAR NOS ITENS DE MAIOR PESO DA OBRA

Com orçamento detalhado e completo é possível utilizar de uma metodologia bastante importante e vastamente implementada em diversos setores que é o princípio de Pareto. Neste caso, seria como se 80% do custo da obra esteja relacionado à 20% dos itens de toda obra.

Ou seja, é nesta etapa que está a grande dica, é mais importante e inteligente gastar energia buscando economia sobre 20% dos itens que tem maior peso sobre o custo da obra, do que gastar energia em itens pequenos e diversos, onde não tem nenhum impacto sobre o custo total da obra. Podendo assim buscar economia, sobre itens de grande quantidade e que tem relevância sobre sua obra, junto aos fornecedores.

Uma dica final de grande importância é que, de nada adianta seguir todos esses passos se a execução não for de qualidade e possuir conformidade com as normas, pois o prejuízo pode ser maior quando se tem retrabalho. Uma maneira de evitar esta situação é definir bem os itens dos projetos para que não haja alterações durante a execução, e contratar empresa que lhe entregue todas essas características com o máximo de comprometimento e competência. Estes passos são uma das formas de se possuir economia inteligente em sua obra.

Seja o primeiro a avaliar!


Adicionar aos favoritos

24 mai 2018


Por EEC Construtora
Anuncie